Pensando em deixar a carreira para começar um negócio? Veja essas dicas!

 In Articles

Ter um negócio próprio, poder usar toda a experiência acumulada para ser dona das decisões, dos ônus e dos bônus, empreender.

É um sonho, quando começamos e ver que a carreira não decola, ou demora demais para dar retorno e tudo parece ser sacrifício demais para o salário no fim do mês e os aborrecimentos.

Você está pensando em deixar a carreira para começar um negócio? Então este é o melhor momento para dar atenção a alguns cuidados e estar mais confiante e para montar o seu negócio próprio.

Dica 1: você já escolheu o mercado onde quer atuar?

Não estranhe: a não ser que você tenha um sonho de negócio antigo, vai levar muito tempo para fazer uma escolha. As opções no mundo atual são tantas, mas alguns fatores podem ajudar:

Experiência profissional relacionada

Se hoje você é uma professora de carreira, abrir uma escola pode ser uma opção interessante, você já conhece grande parte da linguagem usada no negócio e isso ajuda bastante na adaptação ao novo mundo profissional.

Afinidade

É essencial gostarmos do mercado onde queremos empreender. Parece até óbvio, mas muitas pessoas investem no que sempre dá dinheiro (os mercados tradicionais) ou que está na moda. O resultado pode ser uma grande frustração.

Dica 2: qualificar-se é fundamental!

Mesmo que você tenha experiência com o produto no emprego, empreender é muito diferente. É preciso conhecer mais de gestão, de liderança, gestão de pessoas e mais profundamente da produção e de negociação.

Existem ótimos cursos de Empreendedorismo no mercado, muitos online, onde você pode se qualificar ainda mais e chegar mais preparada para o passo seguinte.

Dica 3: hora de montar o plano de negócios!

Depois do expediente, todos os dias, comece a criar o seu plano de negócios – é um grande e essencial documento onde estarão:

  • Produtos ou serviços que pretende vender;
  • Público-alvo e como você fará para se comunicar com ele (marketing);
  • Precificação e concorrentes;
  • Os investimentos e custos para abrir o negócio;
  • As receitas e despesas mensais;
  • O tempo estimado de retorno e a margem esperada.

Gaste todo o tempo que puder nas revisões dele até sentir que ele retrata o que você espera construir, como e onde quer chegar realmente.

Dica 4: não esqueça da transição tranquila do escritório para o negócio!

É sempre importante deixar as portas abertas. Não para voltar (mas quem sabe?), mas sim para levar seus colegas e gestores para experimentar o seu negócio.

Seu networking é a primeira base de possíveis clientes e as relações ajudarão muito para que eles queiram, comprem ou pelo menos divulguem seus produtos.

E pelo menos são relacionamentos, sempre é bom preservar (os bons). A qualidade deles é um ótimo cartão de visitas para chegar no mundo do empreendimento.

Dica 5: tenha uma reserva para as suas contas!

É comum as pessoas investirem todas as economias e, de repente, se ver sem dinheiro para sustentar as contas pessoais.

O negócio deve ter o capital de investimento e o capital de giro – o valor que vai pagar as contas dele enquanto não der lucro. Mas a vida pessoa precisa de uma segunda reserva e algumas fontes são importantes:

Reserva financeira

É importante sair do emprego tendo uma reserva que pague 12 meses das contas de casa, para não depender de lucro do negócio por um tempo – porque ele vai precisar de reinvestimento para crescer.

Aposentadoria

Verifique em detalhes se você tem direito à aposentadoria por tempo de contribuição – e como você pode resgata-la. Você pode saber mais sobre aposentadoria por tempo de contribuição nesse artigo da Bayma e Santana Advogados.

Pode ser um valor que ajude nas contas pessoais e deixe você ainda mais tranquila para cuidar mais da sua empresa e das suas vendas!

 

Sucesso!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Recent Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search